sexta-feira, 12 de março de 2010

Basta ler os livros e seguir as instruções

Voltando à incontornável Lynda Gratton. No seu livro Estratégia Viva (Living Strategy - Putting People At The Heart of Corporate Purpose) lembra coisas essenciais para o sucesso das equipas e das empresas. E passo a citar:

«... Desejamos ser tratados com respeito, desejamos que as nossas ideias sejam levadas a sério e que acreditamos que podemos fazer a diferença. As nossas emoções e sentimentos acerca do trabalho influenciam a nossa capacidade e propensão para nos entregarmos e entregarmos o nosso conhecimento e competências. Se não nos sentimos empenhados e respeitados, ou respeitados de forma justa, podemos optar por reter o nosso conhecimento e aptidões.» (...)

«As pessoas com baixa auto-estima e desesperadas bloqueiam estas mensagens e retiram-se para a confortável zona de statu quo

E esta verdade lamentável no nosso Portugal...
«Quanto tempo permanecem as pessoas no seu papel? Será a regra não escrita do jogo que as pessoas que possuem o potencial mais elevado permanecem menos de dois anos no seu papel?»

Os sinais são por de mais evidentes, mas prefere-se ignorá-los e continuar a reproduzir o erro e os comportamentos errados.