sexta-feira, 5 de março de 2010

A metodologia aplicada para a classificação

E para terminar o assunto das 100 melhores empresas americanas, só um último post sobre a metologia para a selecção. A pesquisa é liderada pelo Great Place do Work Institute, criado pelo investigador Robert Levering, de que falei num post abaixo. Ele e Milton Moskowits elaboraram todo o processo.

Nesta edição de 2010 da Fortune, participaram 343 empresas. Dois terços dos resultados são recolhidos de forma aleatória nas empresas em estudo. Fazem-se perguntas sobre a credibilidade dos líderes, satisfação no trabalho e camaradagem.
O último terço diz respeito à resposta das empresas ao Instituto, e dizem respeito a detalhes salariais, benefícios, recrutamento, comunicação e diversidade.

Cada empresa que tenha mais de 7 anos de existência e mais de 1000 empregados pode ser candidata. O dead line para a candidatura para o próximo ano, 2011, será 2 de Abril do corrente, e pode ser efectuada via Net, no site do instituto.

Vale a pena uma breve consulta pela página. No menu What we Believe podem ser identificados 5 itens:

1 - Confiança nas relações está no coração da maior parte dos melhores locais de trabalho
2 - Todas as empresas podem ser um Excelente Local de Trabalho
3 - Os benefícios do negócio de uma grande empresa são mensuráveis
4 - Um grande local de trabalho conduz a um melhor sociedade
5 - A nossa missão é ajudar a transformar os locais de trabalho

No site do instituto é possível ainda aceder a seminários e até a fazer o download dos mesmos em pdf, de vários palestrantes.