segunda-feira, 5 de abril de 2010

Máximas decadentes III

«PÔR TUDO NA ORDEM»
«Pôr tudo na linha»

Esta é das que mais gosto. «Se eu fosse chefe, punha isto tudo na ordem»; «Eles precisam é de ser postos na linha»

Quando está tudo na linha, deixa de haver inovação. A formatação tomou conta do clima. O que aparentemente parece muito organizado é devastador para a empresa ou departamento. Comportamentos formatados, na linha, são sinónimos de não participação, falta de colaboração, ideias, opiniões, sugestões. Falta de liderança, de inovação. Se está tudo na linha, o que impera são as regras, a burocracia, a hierarquia, o estatuto.

Se trabalha numa empresa de «Tudo na linha» e que «mete tudo na linha», pense em sair, em sair da linha, porque a linha é a morte a prazo. A vida não é uma linha, o trabalho não é uma linha, o mercado não é uma linha. Estar na linha é antinatura, é amorfo.
Saia da linha e viva, porque há muita vida para lá da... linha.