sexta-feira, 21 de maio de 2010

Os ambientes defensivos e os entusiasmantes

Lynda Gratton, professora e investigadora da London Business School, mais uma vez, surpreendeu-me com uma obra fantástica. «Glow». O que são ambientes entusiasmantes, onde se trabalha com paixão e entrega? Como se encontram? Como se identificam? E que características têm?
Então aqui temos uma amostra do que consta nesta obra tão profunda de tanto significado:

O que dizem normalmente as pessoas quando ESTÃO num ambiente de glow?
-Sinto-me completamente em sincronia com o resto das pessoas
-Sinto que posso confiar nas pessoas com quem trabalho
-É uma grande e entusiasmante experiência
-Sei que se sentir alguma dificuldade, eles estão lá para me ajudar
-Sinto-me incrivelmente entusiasmado com as possibilidades que tenho
-Sei que estamos juntos nisto, e isso é uma boa onda
-É com muito prazer que ajudo os elementos da minha equipa

O que dizem normalmente as pessoas quando NÃO ESTÃO num ambiente de glow? Ou, por outra, se encontram no chamado Big Freeze?

-Sinto-me consumido pela raiva
-Ninguém confia em ninguém
-Está-se sempre a ver se não nos lixam pelas costas
-Política e maus sentimentos são uma constante
-Há sempre pequenos grupos a formar-se para se defender
-Saio sempre do trabalho mentalmente exausto
-Nunca se sabe o que dizem nas nossas costas ou na nossa ausência.

Se se inclui no segundo grupo, então pode dizer-se que está num Big Freeze. Tem poucas oportunidades ou nenhumas para se desenvolver e aprender, e sente-se como se estivesse num impasse. Está num ambiente altamente competitivo e pouco cooperativo. Há pouco que tenha a fazer, a não ser sair...