sábado, 26 de junho de 2010

A auto-estrada do fracasso

John Maxwell again. O medo gera fracasso e o medo permanente gera fracasso permanente. No entanto, quem permanece nessa auto-estrada pensa que a culpa não é dela. São como aqueles condutores que escreveram este tipo de explicações na participação de acidentes em que estiveram envolvidos:

- «Um carro apareceu não sei de onde, bateu no meu e fugiu do local»
- «Quando cheguei ao cruzamento apareceu uma vedação e perdi visibilidade»
- «A causa indirecta deste acidente foi um tipo baixote num carro pequeno e de língua comprida»
- «Para evitar bater no pára-choques do carro da frente, fui contra o peão»
- «Eu só estava a acompanhar a velocidade dos carros que vinham atrás de mim»

Quem viaja na auto-estrada do fracasso comete erros, mas recusa-se a admiti-los. As pessoas vêem qualquer obstáculo ou erro como sendo culpa de outrem. E como reagem? Veremos no próximo post.