segunda-feira, 11 de outubro de 2010

«Idiotas Não» é uma excelente regra


(in portuguese)
Estou a ler um livro de Robert Sutton, professor de Gestão de Empresas na Universidade de Stanford. A sua obra, «The No Asshole Rule», traduzido para o português como «Sobreviver nas Empresas – Aprenda a lidar com um mau ambiente de trabalho», está a deliciar-me e ao mesmo tempo a fazer-me lembrar coisas tristes, e muitas.

A regra Idiotas Não já é utilizada em empresas nos EUA e resulta. Essas empresas são produtivas e inovadoras. Extirpam todos os que gritam, rebaixam, provocam, irritam, insultam os colegas e os clientes. Esta gente é automaticamente banida, sem dó nem piedade. Que bom.

Um executivo é contratado, parece boa pessoa e bom profissional, passa nos testes, agrada na entrevista. Na primeira semana de trabalho é visto a enfurecer-se com a recepcionista, humilhando-a. Pois, é despedido. «Não queremos pessoas como você, aqui não, saia»

Sutton classifica de idiotas todos os espécimes que fazem os outros sentir-se mal, abusam, atropelam o trabalho e o espaço alheio, ironizam e tornam invisíveis quem os rodeia. Sutton divide-os em dois grupos: Idiotas Temporários e Idiotas Certificados. Os temporários têm raros rasgos de idiotice, mas no cômputo geral aceita-se. Os certificados são permanentemente idiotas. Não há outra solução senão mandá-los embora.

Sutton avisa ainda: Nunca se coloque um idiota num lugar de recrutamento. Ele vai seleccionar mais e mais como ele. E os idiotas têm uma capacidade avassaladora de se reproduzirem.

A regra de ouro de Robert Sutton, assente em investigações no terreno: Afaste-se deles. Saia. Leonardo da Vinci disse: «Não se junte aos imbecis.»
A regra da Vinci é elucidativa. Diz ele que «é mais fácil resistir no princípio do que no fim», o que quer dizer que por muito que lute, que resista, não vai conseguir desistir nunca. O mais certo mesmo é tornar-se idiota.
Portanto, quanto mais tempo passamos atolados em pessoas desagradáveis, mais tendência temos para nos tornarmos iguais a elas.
A ânsia de adaptação, de continuar a ganhar dinheiro, de manter o estatuto vai fazer com que resista e vá tolerando, mesmo a custo, toda a casta de estupidez. Ao fim de um tempo, as suas atitudes e comportamentos serão compatíveis com o rebanho.

Um livro excelente e uma oportuna leitura tendo em conta o que se passa neste mundo em crise porque muitos idiotas andaram tempo de mais à solta. Olhem o estrago que fizeram.


(in English)
Apply now the No Assholes Rule. It's Urgent

I am reading a book by Robert Sutton, Professor of Business Administration at the Stanford University. His work «The No Asshole Rule» is delighting me while making me remember sad things, and many.

The «No Idiots Rule» there is already successfully used in companies in the U.S. These companies are productive and innovative. Wipe those who scream, demean, provoke, annoy, insult colleagues and customers. These people are automatically banned, without mercy. Good.

An executive is hired, it seems a good person and good professional, passes the tests, like in the interview. In the first week of work is seen to rage with the receptionist, humiliating her. For it is fired. «We do not want people like you, not here, get out»

Sutton ranks idiots all specimens that make people feeling sick, abusers, run over the work space and others, mock, etc. Sutton divides them into two groups: Temporary and Certificates. The temporary bursts of idiocy are rare but on balance it is accepted. Certificates are always idiots. There is no other option but to send them away.

Sutton also warns: Never put a fool in a place of recruitment. He will choose more and more like him. And the idiots have an overwhelming capacity to reproduce.
The golden rule of Robert Sutton, based on field investigations: Stay away from them. Leonardo da Vinci said: «Do not join the fools.»
Da Vinci rule is strong. He says that «it is easier to resist at the beginning than the end», which means that however much you fight, to resist, you wont ever give up. The more certain it is becoming stupid.
Therefore, the more time spent mired in nasty people, more we tend to become like them.

The eagerness to adapt, to continue to make money, to maintain the status will make you tolerate all manner of stupidity. With time, your attitude and behavior will be compatible with the herd.

An excellent book and a timely reading in view of what goes on in this world in crisis because so many idiots walked much time on the loose. Look at the mess they made.