quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

O nosso potencial


No post anterior estavam indicadas as interferências que nos impedem de alcançar o que queremos. A grande pedra-de-toque para se livrar dos obstáculos internos é você mesmo querer e crer. Os recursos já os tem. O seu potencial não precisa ser aumentado, precisa sim é de mais espaço. E vai arranjá-lo livrando-se das interferências que lhe povoam a mente.

Criando o seu ideal-self, ou seja, visualizando a sua imagem no futuro, envolvida naquilo que quer, cria um sentido de propósito, de significado. Estabelece os seus objectivos e a esperança abrirá o leque de possibilidades. O seu objectivo, o seu ideal-self, vai colocá-lo/a em posição para a acção.

Entretanto, será sensato começar a trabalhar alimentando o seu cérebro com o necessário para empreender na sua viagem. Livros, revistas, informação e eventos são uma ementa adequada. Sobretudo aprenda, adicionando conhecimento à sua pessoa. Estes passos activarão o Sistema Nervoso Parassimpático (SNPS), que o/a colocará num estádio mais consciente, menos agitado/a, satisfeito/a, criativo/a, explorador/ra de si e das possibilidades que agora surgirão.
Em estado de alerta, satisfeito/a, em modo up-time, chamado assim quando se está virado/a para fora, consciente e aberto às oportunidades que surgirem.

Agora que tem os dados, dê o primeiro passo.
Crie o seu ideal self. Depois é acção, acção, acção