quarta-feira, 5 de junho de 2013

A história do medo


Num país em guerra havia um rei que, sempre que fazia prisioneiros, em vez de os matar, levava-os para uma grande sala. De um lado da sala havia um grupo de arqueiros, do outro uma imensa porta de ferro sobre a qual se viam gravadas figuras de caveiras cobertas de sangue e outras imagens ainda mais apavorantes.

Nesta sala o rei colocava os prisioneiros em círculo e dizia-lhes:
- Vocês podem escolher entre morrer atravessados pelas flechas dos meus arqueiros ou passarem por aquela porta e serem lá trancados por mim!

Todos escolhiam serem mortos pelos arqueiros.
Ao terminar a guerra, um soldado que por muito tempo servira o rei dirigiu-se ao soberano:
- Senhor, posso fazer-lhe uma pergunta?
- Diga, soldado.
- O que havia por detrás da assustadora porta?
- Vá lá, e veja você mesmo, agora.

O soldado abre então vagarosamente a porta e, à medida que o faz, raios de sol vão entrando e iluminam o ambiente… E, finalmente, descobre, altamente surpreendido, que a porta se abria sobre um caminho que conduzia à liberdade!

O soldado admirado fica a olhar para o rei, que lhe diz:
- Eu dava-lhes a escolha, mas preferiam morrer a arriscar-se a abrir esta porta