terça-feira, 1 de outubro de 2013

Passos para viver melhor

O que fazer? Como fazer? Porque será que não estou a conseguir o que quero e o que gosto? Qual a causa? A resposta aqui é simples e curta: «VOCÊ»
Passos simples e transformadores para melhorar a qualidade de vida são possíveis desde que se permita experimentar. Dê uma oportunidade a si mesmo/a para o fazer. Relaxe e desfrute.

1 - Assuma a responsabilidade dos seus pensamentos, sentimentos, das suas acções e linguagem. A mudança depende disso. O que pensa e sente é produzido por si, não pelo que vê ou vivencia.

2 - Não confunda as suas convicções com a verdade das coisas, da vida, dos factos. Se mudar as suas convicções, a «verdade» será sempre outra. Mantenha isso em mente.

3 - Comece a observar em vez de interpretar. Observar é registar o que vê, sente e pensa. É apenas assumir-se como testemunha sem classificar seja o que for de bom ou mau, etc. Interpretar é entregar-se a juízos de valor e fazer associações e comparações.

4 - Pense e sinta o que quer e não o que não quer. Centre-se sobretudo no que pretende atingir e até onde pretende ir. Não se fixe referencialmente no que não quer.

5 - Torne-se consciente do seu inconsciente. Ou seja, repare no que diz, pensa e sente de forma automática. Assuma que as suas palavras não são os acontecimentos que descrevem, são sim a sua interpretação da realidade. O seu mapa mental não é o território da realidade. Duas, três ou mais pessoas podem ter vários mapas do mesmo acontecimento.

6 - Seja flexível de forma a obter o que quer e deseja. Mude o que tiver de ser mudado, de acordo com os seus princípios e valores. Não fique preso/a a uma só versão. Pelo contrário, construa uma melhor versão de si mesmo/a.

7 - Não lute contra seja o que for. Aja com, aceite e siga em frente. Se não aceitar a existência do que lhe é desconfortável ou irritante, é porque está focalizado/a no que não quer. E aí terá cada vez mais disso mesmo. Aceitar não é resignar-se, é sim, respeitar a existência do outro lado e seguir o seu próprio caminho, em termos físicos e emocionais. Não tente mudar o outro, não lute, não vá contra. Faça o que tem a fazer... por si e consigo.

EXPERIMENTE. VOCÊ SERÁ SEMPRE RESPONSÁVEL. SE NÃO QUISER, NÃO SE QUEIXE